House of Denim launches project in São Paulo

0
93

House of Denim will launch a knowledge institute Denim City next year in São Paulo. The Amsterdam jeans specialist is currently in Brazil to bring together experts from the industry, the company reports on its Facebook page.

Denim City wants to launch more knowledge and education centers in South America in the short term. The city of São Paulo was chosen because there is a large local market that needs knowledge and motivation, says co-initiator Mariëtte Hoitink to Textilia. “Amsterdam has proved to be the best example for the rest of the denim world”. She points to the Jean School and Denim City Academy, in which government, education, industry and consumers come together. Denim City São Paulo gets about the same set-up as in Amsterdam, but larger and with showrooms as well as more food chains and retail stores.

Besides South America, Denim City also wants to visit other parts of the world. For example, a first session in Los Angeles is scheduled this month. For next year and the following, the knowledge center will focus on Japan, Korea, China and South Africa, among others.

House of Denim tries to illuminate the dark side of denim with craftsmanship and innovation. Founder James Veenhoff told RetailTrends last year that the jeans industry is very polluting. “A lot of water is being consumed, people are being exploited, there is poison in nature and certain low-wage countries suffer from dehydration. There is no cooperation at all in the various links in the chain”.

Source: Retail Trends

House of Denin lança projeto em São Paulo

House of Denim irá inaugurar o instituto de conhecimento Denim City no próximo ano em São Paulo. A especialista em jeans da Amsterdã está atualmente no Brasil para se reunir especialistas do setor, informa a empresa em sua página de Facebook.

A Denim City quer lançar mais centros de conhecimento e educação na América do Sul no curto prazo. A cidade de São Paulo foi escolhida pois existe um grande mercado local que precisa de conhecimento e motivação, segundo a co-iniciadora Mariëtte Hoitink para a Textilia. “Amsterdã provou ser o melhor exemplo para o resto do mundo denim”. Ela distingue a Jean School e a Denim City Academy, nas quais o governo, educação, indústria e consumidores se reúnem. O projeto a ser lançado na cidade de São Paulo terá o mesmo arranjo de Amsterdã, mas maior e com showrooms, além de mais opções no quesito alimentação e varejamento.

Além da América do Sul, a Denim City também quer visitar outras partes do mundo. Por exemplo, uma primeira sessão em Los Angeles está agendada para este mês. Para o próximo ano e o seguinte, o centro de conhecimento se concentrará no Japão, Coréia, China e África do Sul, entre outros países.

A House of Denim tenta iluminar o lado negro do denim com habilidade e inovação. O fundador James Veenhoff disse à RetailTrends no ano passado que a indústria de jeans é muito poluente. “Muita água está sendo consumida, pessoas estão sendo exploradas, há veneno na natureza e certos países de baixos salários sofrem de desidratação. Não há cooperação nos vários elos da cadeia.”

Fonte: Retail Trends

NO COMMENTS