Performance shows recovery after decline in production caused by drought in Espírito Santo

Exports of conilon coffee, between January and July 2018, increased by 527.6% compared to the same period in 2017, reaching 872,123 thousand bags of 60 kg. Last year, the exported volume was of 138,970 thousand bags. The data is from the Monthly Report July 2018 of the Brazilian Council of Coffee Exporters (Cecafé).

In the last two years, the drought in Espírito Santo has caused a decline in production of the species, and the volume registered in 2018 therefore indicates a recovery in the production. The state is responsible for 80% of the crop of this species in Brazil.

In the first seven months of this year, considering the aggregate of the two coffee species (arabica and conilon), 16,924 million bags were sold abroad at an average price of US$ 154.09. The foreign exchange revenue generated was of US$ 2.6 billion.

Source: Government of Brazil (in Portuguese)

Exportações de café conilon aumentam 527% nos sete primeiros meses do ano

Desempenho demonstra recuperação após queda na produção causada por estiagem no Espírito Santo

As exportações de café conilon, entre janeiro a julho de 2018, tiveram aumento de 527,6% em relação ao mesmo período de 2017, atingindo 872,123 mil sacas de 60 kg. No ano passado, o volume exportado foi de 138,970 mil sacas. Os dados são do Relatório mensal julho 2018, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Nos últimos dois anos, a estiagem no Espírito Santo causou queda de produção da espécie, e o volume registrado em 2018 indica, portanto, uma recuperação produtiva. O estado é responsável por 80% da safra dessa espécie no Brasil.

Nos sete primeiros meses deste ano, unindo as duas espécies de café (arábica e conilon), foram vendidas 16,924 milhões de sacas ao exterior ao preço médio de US$ 154,09. A receita cambial gerada foi de US$ 2,6 bilhões.

Fonte: Governo do Brasil