This year, various research projects are being launched in the Netherlands studying the possibilities of producing and using hydrogen on an industrial scale.

The projects are trials and studies on hydrogen production, use and infrastructure. Industrial hydrogen is now made from fossil fuels, where the greenhouse gas CO2 can be captured, reused or stored. Provided large-scale CO2 storage becomes possible soon, this hydrogen can contribute to the reduction of greenhouse gas emissions in the relatively short term, according to the sector organizations Top Sector Energy TKI Energy and Industry and TKI New Gas and the knowledge center Institute for Sustainable Process Technology (ISPT) press release. They supervise the projects while the Ministry of Economic Affairs and Climate provides the financial foundation.

“The hydrogen of the future is greenhouse gas-free, but it has to go through a longer development. This hydrogen is made from water by electrolysis with sustainably generated electricity. For this it is necessary to have sufficient renewable electricity available. Upscaling and innovation must bring down the cost considerably.”

“Climate-neutral hydrogen produced from natural gas by capturing and storing CO2 (CCS) is the first step towards hydrogen as a sustainable raw material for industry. In this way, a CO2 emission reduction of 7 million tons per year can be achieved quickly”, says Jörg Gigler, director of TKI New Gas.

According to Peter Alderliesten, director of TKI Energy and Industry, hydrogen will become the motor of the circular economy in the Netherlands: “The strong Dutch process industry, together with our position for sustainable wind energy of the North Sea, makes it possible for us to be global leaders in the area of hydrogen.”

The most attractive characteristic of hydrogen lies in its role of a sustainable fuel system”, explains Tjeerd Jongsma, director of the ISPT. “In the future, hydrogen will make it possible to capture the energy from the strongly varying supply of renewable electricity from the sun and wind in a form that can be stored, transported and reused in large quantities where necessary. Hydrogen can be used as raw material and fuel, also for (re)generating electricity without greenhouse gases.”

Hydrogen is already an important raw material in industry. “But it will only play a relevant role in the fight against climate change if there is a further development to emission-free hydrogen, without the emission of greenhouse gases. Solving this puzzle will take years. The seven projects ongoing will provide insight and experience in large-scale production, infrastructure and use of hydrogen.”

The emphasis is on the role of industry and the energy sector, as producers, suppliers and as users. For example, the industry can make sustainable fuels for, for example, shipping and aviation, and is itself a user of hydrogen as a sustainable raw material and fuel. The energy sector can also largely fill its central position in the energy supply with hydrogen, whether or not it is imported.

Source: Flux Energie

Novos projetos de pesquisa devem fortalecer posição de liderança da Holanda em hidrogênio

Este ano, vários projetos de pesquisa estão sendo lançados na Holanda, estudando as possibilidades de produzir e usar hidrogênio em escala industrial.

Os projetos são ensaios e estudos sobre produção, uso e infraestrutura do hidrogênio. O hidrogênio industrial é atualmente produzido a partir de combustíveis fósseis, onde o CO2 do gás do efeito estufa pode ser capturado, reutilizado ou armazenado. Desde que o armazenamento de CO2 em larga escala seja possível brevemente, este hidrogênio pode contribuir para a redução das emissões de gases de efeito estufa em um prazo relativamente curto, de acordo com uma declaração de organizações do setor TKI Energy e Industry, TKI New Gas e do centro de conhecimento Institute for Sustainable Process Technology (ISPT). Essas instituições supervisionam os projetos, enquanto o Ministério de Assuntos Econômicos e Clima oferece financiamento.

“O hidrogênio do futuro é livre de gases de efeito estufa, mas tem que passar por um desenvolvimento mais longo. Esse hidrogênio é feito da água por eletrólise com eletricidade gerada de forma sustentável. Para isso, é necessário dispor de eletricidade renovável suficiente, reduzindo consideravelmente o custo”.

“O hidrogênio neutro ao clima produzido a partir do gás natural através da captura e armazenamento de CO2 (CCS) é o primeiro passo para o hidrogênio como matéria-prima sustentável para a indústria. Dessa forma, uma redução de 7 milhões de toneladas por ano pode ser alcançada rapidamente”, diz Jörg Gigler, diretor da TKI New Gas.

De acordo com Peter Alderliesten, diretor da TKI Energy and Industry, o hidrogênio se tornará o motor da economia circular na Holanda: “A forte indústria de processamento holandesa, juntamente com nossa forte base de energia eólica sustentável do Mar do Norte, possibilitará que nos tornemos líderes globais na área de hidrogênio”.

A característica mais atraente do hidrogênio reside no seu papel de um sistema de combustível sustentável, explica Tjeerd Jongsma, diretor do ISPT. “No futuro, o hidrogênio possibilitará capturar a energia da fonte altamente variável de eletricidade renovável do sol e vento em uma forma que pode ser armazenada, transportada e reutilizada em grandes quantidades quando necessário. O hidrogênio pode ser usado como matéria-prima e combustível, também para geração eletricidade sem gases de efeito estufa”.

O hidrogênio já é uma importante matéria-prima na indústria. “Mas isso só terá um papel relevante na luta contra a mudança climática se houver um desenvolvimento adicional do hidrogênio livre de emissões, sem a emissão de gases de efeito estufa. Resolver esse enigma vai levar anos. Os sete projetos em andamento fornecerão insight e experiência na produção em grande escala, infra-estrutura e uso do hidrogênio”.

A ênfase está no papel da indústria e do setor de energia, como produtores, fornecedores e consumidores. Por exemplo, a indústria pode produzir combustíveis sustentáveis, por exemplo, para o transporte marítimo e para a aviação, e é, em si mesma, um consumidos do hidrogênio como matéria-prima e combustível sustentável. O setor de energia também pode, em grande parte, preencher sua posição central no fornecimento de energia com hidrogênio, importado ou não.

Fonte: Flux Energie