Two innovative projects to ensure quality education have been selected to receive the 2018 UNESCO King Hamad Bin Isa-Al Khalifa Prize for the use of ICT in Education. They are: the ThingLink learning technology from Finland and the Can’t Wait to Learn programme from the Netherlands.

This year’s Prize focuses on leveraging innovative technologies to deliver quality education for vulnerable groups impeded by cultural and economic barriers, personal disabilities, gender inequalities, or crisis-affected situations. It also highlights the use of integrated solutions that blend conventional technologies with cutting edge applications.

ThingLink is recognized for its visual learning technology, an innovative and affordable digital tool to foster learning for all, including people with disabilities or limited ability for expression. Over six million teachers, students, and educational content professionals worldwide used the tool to document learning experiences, practice digital literacy skills and develop cultural awareness through virtual visits. The technology supports various learning styles and, therefore, helps customize lessons to meet learners’ individual needs.

The Can’t Wait to Learn programme of War Child Holland is selected for its fast, effective and value-for-money solution to deliver quality education in emergency needs. The programme offers children affected by conflict the opportunity to learn through custom-made educational games on tablets. Currently operating in Sudan, Jordan, Lebanon and Uganda, it is replicable in different emergency contexts and is backed by a number of partners from the public and private sectors.

The two winners were chosen on the recommendation of an International Jury of educational experts from the 139 nominations submitted by the Governments of UNESCO’s Member States and UNESCO partner organizations.

Established in 2005 and supported by the Kingdom of Bahrain, the Prize annually rewards individuals and organizations that put new technologies to innovative use in enhancing teaching, learning and overall education performance. The Prize provides the laureates with international recognition, as well as a diploma and a monetary award of USD 25,000 each.

UNESCO’s Director-General and the Minister of Education of the Kingdom of Bahrain will award the Prize to the two laureates in a ceremony at UNESCO Headquarters in Paris on 12 March 2019.

In the morning of 12 March, the laureates will present their projects in a Laureates’ Seminar (10 am to 11.30 am, Room IV).

More about the Prize: https://en.unesco.org/themes/ict-education/ict-education-prize

Source: UNESCO

Projeto holandês receberá prêmio da UNESCO para inovação na educação

Dois projetos inovadores para garantir uma educação de qualidade foram selecionados para receber o Prêmio UNESCO Hamad Bin Isa-Al Khalifa 2018 da UNESCO pelo uso das TIC na Educação. São eles: a tecnologia de aprendizagem ThingLink, da Finlândia, e o programa Can’t Wait to Learn, da Holanda.

O Prêmio deste ano foca no aproveitamento de tecnologias inovadoras para oferecer educação de qualidade para grupos vulneráveis ​​impedidos por barreiras culturais e econômicas, deficiências pessoais, desigualdades de gênero ou situações afetadas por crises. Ele também destaca o uso de soluções integradas que combinam tecnologias convencionais com aplicativos de ponta.

O ThingLink é reconhecido por sua tecnologia de aprendizado visual, uma ferramenta digital inovadora e acessível para promover o aprendizado para todos, incluindo pessoas com deficiências ou capacidade limitada de expressão. Mais de seis milhões de professores, estudantes e profissionais de conteúdo educacional em todo o mundo usaram a ferramenta para documentar experiências de aprendizado, praticar habilidades de alfabetização digital e desenvolver a conscientização cultural por meio de visitas virtuais. A tecnologia suporta vários estilos de aprendizagem e, portanto, ajuda a personalizar as lições para atender às necessidades individuais dos alunos.

O programa “Can’t Wait to Learn” da War Child Holland foi selecionado por sua solução rápida, eficaz e com boa relação custo-benefício para oferecer educação de qualidade em necessidades emergenciais. O programa oferece às crianças afetadas pelo conflito a oportunidade de aprender através de jogos educacionais personalizados em tablets. Atualmente operando no Sudão, Jordânia, Líbano e Uganda, o programa é replicável em diferentes contextos de emergência e é apoiado por vários parceiros dos setores público e privado.

Os dois vencedores foram escolhidos por recomendação de um Júri Internacional de especialistas em educação, das 139 indicações apresentadas pelos governos dos Estados membros da UNESCO e pelas organizações parceiras da UNESCO.

Estabelecido em 2005 e apoiado pelo Reino do Bahrein, o Prêmio recompensa anualmente indivíduos e organizações que colocam novas tecnologias inovadoras em uso no aprimoramento do desempenho de ensino, aprendizagem e educação geral. O Prêmio concede aos laureados reconhecimento internacional, bem como um diploma e US$ 25.000 cada.

O diretor-geral da UNESCO e o ministro da Educação do Reino do Bahrein concederão o prêmio aos dois laureados em uma cerimônia na Sede da UNESCO em Paris, em 12 de março de 2019.

Na manhã de 12 de março, os laureados apresentarão seus projetos em um Seminário de Laureados (10h às 11h30, Sala IV).

Mais informações sobre o prêmio: https://en.unesco.org/themes/ict-education/ict-education-prize

Fonte: UNESCO