Photo: SXSW

Companies celebrate good results. Casa Brasil programme brought Brazilian innovations in education, audiovisual, VR, games and accessibility over the last two days

March 13 marked the last of the four days of Brazilian presence at the Trade Show, SXSW business fair. 20 Brazilian companies exhibited their products and solutions, which showed solutions in topics such as data storage and analysis, artificial intelligence, augmented reality and virtual, holography, applications for education, games, among others. Business results are still being determined, but companies are already thrilled with the good contacts made during the event.

Flex Interativa – a company that creates immersive experiences using VR and AR (virtual and augmented realities), celebrates the participation. “I’ve made at least three good contacts that should bring about business and partnerships in the coming months. We speak, for example, of a San Francisco-based company with offices in Canada and China that are interested in taking our solution to 10,000 Chinese schools served by them. We also discussed content production with a British smart apparel company and an American company that produces holograms,” Fernando Godoy, CEO of the company.

Playstories also believes that the presence at the event was interesting to receive feedback from the international audience and to understand how its solution will work in the American market. The company turns children into characters from personalized books. “Some very interesting American companies have visited our booth, like Amazon, as well as Brazilian companies with whom we can eventually partner with. The opportunity to participate was worth it,” says Flávio Aguiar, CEO of the company.

Renan Sardinha, VP of Business Development at Slicing Dice, a dataware company, also celebrates: “The experience is very interesting, we have already made more than 150 contacts here at the festival, many of them from companies that, in fact, have problems that we can solve with our product. We already have meetings and technical demonstrations scheduled for after the event.”

Audiovisual and animation producer TV Penguin participated in Platinum Connection meetings and was very pleased with the result. “We had good meetings with companies from the United States and England, and Apex-Brasil’s previous mentoring work was very useful,” says Cristianna Henrique, who is responsible for international sales at the company.

Source: Apex Brasil

Trade Show do SXSW é finalizado com bons contatos para o Brasil

Empresas comemoram bons resultados. Programação da Casa Brasil trouxe inovações brasileiras em educação, audiovisual, VR, games e acessibilidade ao longo dos dois últimos dias

O dia 13 de março marcou o último dos quatro dias de presença brasileira no Trade Show, feira de negócios do SXSW. Expuseram seus produtos e soluções no espaço 20 empresas brasileiras, que mostraram soluções em temas como armazenamento e análise de dados, inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, holografia, aplicativos para educação, games, entre outros. Os resultados de negócios ainda estão sendo apurados, mas as empresas já se mostram animadas com os bons contatos feitos durante o evento.

A Flex Interativa – empresa que cria experiências imersivas usando VR e AR (realidades virtual e aumentada), é uma das que comemora a participação. “Fiz pelo menos três bons contatos que devem render negócios e parcerias nos próximos meses. Falamos, por exemplo, com uma empresa baseada em São Francisco com escritórios no Canadá e na China que tem interesse em levar nossa solução para 10 mil escolas chinesas atendidas por eles. Também discutimos sobre produção de conteúdo com uma empresa britânica de roupas inteligentes e com uma norte-americana que produz hologramas”, Fernando Godoy, CEO da empresa.

A Playstories também considera que a presença no evento foi interessante para receber feedbacks do público internacional e entender como sua solução funcionará no mercado americano. A empresa transforma crianças em personagens de livros personalizados. “Algumas empresas americanas muito interessantes passaram pelo nosso estande, como a Amazon, além de empresa brasileiras com quem podemos eventualmente fazer parcerias. A oportunidade de participar valeu bastante a pena”, comenta Flávio Aguiar, CEO da empresa.

Renan Sardinha, VP de Business Development da Slicing Dice, empresa de dataware, também comemora: “A experiência está sendo muito interessante, já fizemos mais de 150 contatos aqui no festival, muito deles de empresas que, de fato, têm problemas que podemos solucionar com nosso produto. Já temos reuniões e demonstrações técnicas agendadas para depois do evento”.

A produtora de audiovisual e animação TV Pinguim participou das reuniões do Platinum Connection e ficou bem satisfeita com o resultado. “Tivemos boas reuniões com empresas dos Estados Unidos e da Inglaterra e o trabalho de mentoria prévia disponibilizado pela Apex-Brasil foi muito útil”, comenta Cristianna Henrique, responsável por vendas internacionais na empresa.

Fonte: Apex Brasil