Photo: Governo do Estado de São Paulo

The first car with flex hybrid propulsion, i.e., powered both by ethanol and gasoline fuel and electricity, begins to be produced in the city of Indaiatuba, in the state of São Paulo. The launch was made yesterday (17) at Palácio dos Bandeirantes, headquarters of the São Paulo government.

With Brazilian technology, the vehicle, a Toyota Corolla, will have an electric and a flex fuel technology engines. The vehicle was not designed to be recharged at the outlet, since Brazilian public roads are not adapted to power this type of energy. The electric propulsion, which will be stored in a battery, is generated from the use of fuels, reducing the consumption by more than 20%.

Investment

The Toyota project received investment of R$ 1.6 billion and is expected to generate 900 direct jobs. “We will continue to innovate and bring new technologies and industrial development to São Paulo, including IcentivAuto, a program we launched about 60 days ago. Now, too, Toyota can make use of it,” said Governor Joao Doria.

“This is a very important sector, because it is a strong employer, a technology user, has a robust network of complementary resellers, suppliers and is a productive chain of great importance,” the governor added.

Toyota President in Brazil, Rafael Chang, spoke about the importance of innovation in the country. “The most important thing is that we are bringing technology to Brazil. This flex hybrid technology combines two very clean technologies, hybrid technology and the use of ethanol.”

The new flex-hybrid Corolla arrives in the consumer market in October, expected to be exported to Argentina, Paraguay, Uruguay, Chile, Peru and Colombia next year. The sale price was not disclosed.

Source: Agência Brasil

Por Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil

Primeiro carro híbrido flex do mundo é lançado no Brasil

O primeiro carro com propulsão híbrido flex, ou seja, movido tanto pelos combustíveis etanol e gasolina, como por eletricidade, começa a ser produzido na cidade de Indaiatuba, interior paulista. O lançamento foi feito ontem (17) no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Com tecnologia brasileira, o veículo do modelo Corolla terá um motor elétrico e outro de tecnologia flex fuel. O veículo não foi projetado para ser recarregado na tomada, já que as vias públicas brasileiras não estão adaptadas para alimentar esse tipo de energia. A propulsão elétrica, que ficará armazenada em bateria, é gerada a partir do uso dos combustíveis, cujo consumo deve reduzir em mais de 20%.

Investimento

O projeto da empresa Toyota recebeu investimento de R$ 1,6 bilhões e deve gerar 900 empregos diretos. “Vamos seguir inovando e trazendo novas tecnologias e desenvolvimento industrial para São Paulo, inclusive com o IcentivAuto, programa que nós lançamos há cerca de 60 dias. Agora, também, a Toyota poderá fazer uso dele”, disse o governador João Doria.

“Este é um setor muito importante, porque é forte empregador, utilizador de tecnologia, tem uma rede robusta complementar de revendedores, fornecedores e é uma cadeia produtiva de grande importância”, completou o governador.

O presidente da Toyota no Brasil, Rafael Chang, falou sobre a importância da inovação no país. “O mais importante é que estamos trazendo tecnologia para o Brasil. Essa tecnologia híbrida flex combina duas tecnologias muita limpas, a tecnologia híbrida e com utilização do etanol”.

O novo Corolla com propulsão híbrido flex chega ao mercado consumidor em outubro, com expectativa de ser exportado para Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Peru e Colômbia no ano que vem. O valor de venda não foi divulgado.

Fonte: Agência Brasil