Photo: Pxhere

President Jair Bolsonaro received yesterday (24), in the Planalto Palace, 27 businessmen and representatives of the main entities of the tourism sector. Accompanied by the Minister of Tourism, Marcelo Álvaro Antônio, they presented demands to boost this productive chain in the country.

“We know very well where we are in relation to tourism and where we want to go and how to get there. We live a new one in Brazil, at a time of liberal economy, surely the business environment will improve greatly from now on and we have proposals that will really bring this investment of financial capital to Brazil,” said the minister.

Among the projects highlighted is the establishment of special areas of tourist interest, which, according to him, encompasses measures of debureaucratization and simplification of licenses, “especially environmental”, in areas with a vocation for tourism.

He cites as an example Cancun, Mexico, which is an area of ​​tourist interest that attracts more than 20 million foreign tourists a year.

The goal of the Ministry of Tourism is to double the number of foreign visitors in Brazil, which today is about 6 million a year, to boost the event and corporate tourism and increase leisure tourism.

Source: Agência Brasil

Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

Governo prepara planos para impulsionar turismo no país

O presidente Jair Bolsonaro recebeu ontem (24), no Palácio do Planalto, 27 empresários e representantes das principais entidades do setor do turismo. Acompanhados do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, eles apresentaram reivindicações para impulsionar essa cadeia produtiva no país.

“Sabemos muito bem onde estamos em relação ao turismo e onde queremos chegar e como chegar. A gente vive um novo no Brasil, momento de economia liberal, certamente o ambiente de negócios vai melhorar muito daqui para frente e temos propostas que vão realmente trazer esse investimento do capital financeiro para o Brasil”, disse o ministro.

Entre os projetos destacados, está a instituição de áreas especiais de interesse turístico, o que, segundo ele, engloba medidas de desburocratização e simplificação de licenças, “sobretudo ambientais”, em áreas com vocação para o turismo.

Ele cita como exemplo Cancún, no México, que é uma área de interesse turístico que atrai mais de 20 milhões de turistas estrangeiros por ano.

A meta do Ministério do Turismo é dobrar o número de visitantes estrangeiros no Brasil, que hoje é de cerca de 6 milhões ao ano, impulsionar mais os turismos de eventos e corporativo e fazer crescer o turismo de lazer.

Fonte: Agência Brasil