Photo: Pxhere

Agriculture leaders from Brazil, Argentina, Mexico, Canada and the United States have issued a note committing themselves to working together “in defense of global food safety and agricultural trade, based on scientific principles and analysis of risk”.

Brazil was represented by the Minister of Agriculture, Livestock and Supply, Tereza Cristina, at the Meeting of Leaders of Agriculture of the Western Hemisphere. The meeting was held in Niigata, Japan, in parallel to the meeting of G20 agriculture ministers.

“Our five nations recognize that innovations in the agricultural sector contribute to improving productivity – including small farmers, young farmers and rural women – in a safe and sustainable way, and also in our countries’ global demand for food. With the world’s population projected to reach 9.8 billion by 2050, science and innovation will play a key role in enabling agricultural producers to feed everyone safely,” the joint statement said.

Source: Agência Brasil

Líderes da agricultura se comprometem com a segurança alimentar global

Os líderes da área da agricultura do Brasil, da Argentina, do México, Canadá e dos Estados Unidos divulgaram nota em que se comprometem a trabalhar em conjunto “em defesa da segurança alimentar global e do comércio agrícola, com base em princípios científicos e de análises de risco”.

O Brasil foi representado pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, na reunião de Líderes de Agricultura do Hemisfério Ocidental. O encontro ocorreu em Niigata, no Japão, paralelamente à reunião dos ministros de Agricultura do G20.

“Nossas cinco nações reconhecem que inovações no setor agrícola contribuem para melhorar a produtividade – inclusive de pequenos produtores, de jovens fazendeiros e de mulheres da área rural – de forma segura e sustentável e, também, para a capacidade de nossos países de atender à crescente demanda global por alimentos. Com a população mundial projetada para alcançar 9,8 bilhões em 2050, ciência e inovação terão papel chave para permitir que produtores agrícolas alimentem a todos de forma segura”, diz o comunicado conjunto.

Fonte: Agência Brasil