GES 2019 / Photo: Government of the Netherlands

The 2019 Global Entrepreneurship Summit (GES 2019), co-hosted by the governments of the United States and the Netherlands, showcased the depth and breadth of innovations that are improving lives around the world, and the critical role of governments in enabling environments for innovation to thrive.

With a theme of The Future Now, GES 2019 empowered entrepreneurs to pursue solutions to global challenges in the following sectors: Agrifood, Connectivity, Energy, Health, and Water. To reach these goals, investors from across the capital continuum, ranging from venture capital firms to family offices, intersected with scientists and entrepreneurs to harness industries of the future such as 5G, advanced manufacturing, and artificial intelligence.

Investors, entrepreneurs, and policymakers all have important roles in harnessing these technologies to bring solutions to market, and GES 2019 brought these groups together to create the next waves of innovation. GES 2019 illustrated how investment in new technologies and businesses is spurring innovation now and building the foundation for future advancements.

Watch the GES 2019 recap video.

Women & Entrepeneurship

Women empowerment was a central theme in the GES program, resulting in over 35% female entrepreneurs, 3 theme sessions and a Women Power Lunch.

“Investing in women is just smart business” Ivanka Trump, Advisor to the President of the United States.

Several initiatives were presented to bridge the gender gap in the future workforce, including the partnership between USAID, OPIC, and Women’s World Banking Asset Management (WAM) seeking to mobilize $100 million to economically and digitally empower women in developing markets.

USAID announced the second WomenConnect Challenge ($1.5 million), an initiative launched by Ivanka Trump, aiming to empower women and girls to access and use digital technology. In the Netherlands, the FEM NL Initiative was presented by theNextWomen, FMO, ING, Rabobank, and ABN Amro, aiming to close the funding gap for female founders in the Netherlands.

Agrifood

One of society’s main challenges is to produce enough food for the growing world population and prevent food waste.

“The challenges are too big to solve alone. To achieve this, entrepreneurs do not only need funding, but also need to form partnerships.” Jacqueline Pieters, Rabobank

One successful example is a new partnership – announced at GES: University of California, Foodbite, Wasteless, the Food and Agriculture Organization of the United Nations, United against Foodwaste, FME (Dutch employers’ organisation in the technology industry) and Rabobank partnered up to decrease food waste with 50 % in 10 years, globally.

One way to do this is to apply dynamic pricing in supermarkets for perishable food. The company Wasteless developed this technology whereby both waste is reduced and supermarkets gain higher margins.

U.S. based Kroger and the Netherlands based Kipster announced to build the world’s most environmentally and animal-friendly poultry farms. The Dutch innovation creates American jobs, raises the bar on animals welfare, and delivers carbon neutral eggs.

U.S. based AppHarvest and the Netherlands based Dalsem announced to build a 60-acre greenhouse in Kentucky, as past of an $82M deal with Equilibrium Capital. The structure will be among the largest in de U.S. when it opens in 2020.

Water

The challenge within the water sector is to create a worldwide safe water supply. Water is used intensively in the food and energy industries. In 2025, more than 40 countries will suffer from serious water scarcity.

“Our blue planet Is thirsty”, Carl Ganter, Circle of Blue

During GES 2019, 362 entrepreneurs from 3 sectors (Water 96, Energy 133, Agrifood 190) were present, developing an integrated approach. One solution presented at GES is Groasis, a biodegradable container for planting in dry areas. Due to a special technology, the plants, trees, bushes or vegetables placed in the container will need 90% less water.

Connectivity

Connectivity improves the quality of our life and livability of our cities. Therefore, we need intelligent access and smart mobility technologies to connect people, places and products.

“Cities will operate like brains once we have 5G.” Jay Collins, Citi

At GES leaders and entrepreneurs in the Connectivity sector gathered to identify new solutions to do so. An example is Viasat, a company closing the digital divide by innovative satellite solutions, providing WiFi to rural areas in the developing world.

During GES, SAS Netherlands launched its D[N]A Lab, a powerful innovation hub which gives access to its robust data and analytics platform to scale-ups which are on the verge of expanding their business. Another example is PostNL and BigMile, who introduced a collaboration to reduce their environmental footprint.

Health

The health sector is in a transition from going from sick care to prevention and keeping people healthy longer.

“The ideal for me is to no longer have a computer and a keyboard in my doctor’s office”
Adam Landman, Brigham & Women’s Hospital

GES brought together over 240 entrepreneurs from all over the world in four sessions spread over two days. The result? More than ten deals, among which the announcement of The Gritti Fund, the first investment fund for mental health and wellbeing that raised already over $150M, and the announcement of Coca Cola, who is going to share its research on mental health of generation Z.

At GES new collaborations were made to unite medicine, big data, and artificial intelligence to get a more detailed picture of the patient and improve a patients’ prospects by 30 – 40%.

Energy

Due to a growing population and more welfare, our CO2 emission and energy demand are rapidly growing.

“One big key in all these changes: collaboration. You can’t do it alone, we have to do it together.” Marjan van Loon, Shell

At GES more than 300 entrepreneurs and leaders in the Energy sector partnered up to find solutions. One of the options is Blue Energy; sustainable energy that comes free when fresh and salt water are brought together. It has the potential to generate 13% of the world energy need.

Another energy solution with great potential discussed at GES is Hydrogen. It could be used for storing temporary surplus of renewable energy, reducing CO2 emissions by 60% in the next 30 years. Solutions like these will not only benefit the environment, energy storage is big business with a potential $620 Billion Investment Opportunity to 2040.

Access to Capital

Access to capital was one of the central themes at GES 2019, represented by about 300 investors that were present from around the globe: institutions, private equity, asset managers, family offices and mostly venture capitalists all united by their direct or indirect focus on innovation, entrepreneurship and impact. Collectively, the investors present have assets under management of around $ 13 trillion and are investing billions of dollars in startup businesses.

Overall, the sessions showed the importance of changing the way we look at funding and broaden the scope. For example, investing in purpose-driven organizations focused on improving happiness, like The Gritti Fund is doing. And doubling the investment landscape, by investing in women too, acknowledging the diversity dividend.

A great step is taken by the USAID and OPIC as they are seeking to mobilize $100 million of commercial investments to economically and digitally empower women in developing markets. In order to ‘fund the future’, investors need to broaden their scope, become more inclusive and balance financial returns with impact strategies.

Industries of the Future

During GES 2019, three Industries of the Future sessions were organized around technologies that will have a major impact on our way of working. For example, the South Korean company KT Corporation presented several use cases for 5G networks. Due to 5G, all kinds of devices can be connected through the internet with significant speed and minimal loss of signal, creating opportunities ranging from VR, remote surgery, and autonomous driving.

GES 2019

The GES 2019 brought together close to 2,000 world leaders in innovation, entrepreneurship, investment, science and policy from more than 130 countries to promote entrepreneurship and contribute to major global challenges.

The focus of GES 2019 is on the 1,200 selected unique entrepreneurs who have developed or are developing promising innovative products and services. They are active in the food, water, health, energy and connectivity sectors and combine doing business with providing solutions to global social challenges. At GES, many new connections have been made, illustrated by the 15,000 messages sent by the GES-match-making-app.

Source: Government of the Netherlands

GES 2019 apresenta inovações que estão melhorando vidas

O Global Entrepreneurship Summit 2019 (GES 2019), evento co-organizado pelos governos dos Estados Unidos e da Holanda, mostrou a profundidade e amplitude das inovações que estão melhorando vidas em todo o mundo, além do papel crítico dos governos em possibilitar ambientes para que a inovação possa prosperar.

Com o tema “O Futuro Agora”, o GES 2019 capacitou empreendedores na busca de soluções para desafios globais nos seguintes setores: Agroalimentar, Conectividade, Energia, Saúde e Água. Para alcançar esses objetivos, investidores de todos os tamanhos, desde firmas de capital de risco até escritórios familiares, reuniram-se com cientistas e empresários para discutir as indústrias do futuro, como 5G, manufatura avançada e inteligência artificial.

Investidores, empreendedores e formuladores de políticas têm papéis importantes no aproveitamento dessas tecnologias para levar soluções ao mercado, e o GES 2019 reuniu esses grupos para criar as próximas ondas de inovação. O GES 2019 mostrou como o investimento em novas tecnologias e negócios está estimulando a inovação agora e construindo a base para futuros avanços.

Assista ao vídeo de recapitulação do GES 2019.

Mulheres e empreendedorismo

O empoderamento das mulheres foi um tema central no programa do evento, resultando em mais de 35% de mulheres empreendedoras, 3 sessões temáticas e um almoço com o Women Power.

“INVESTIR EM MULHERES É APENAS fazer negócio de forma INTELIGENTE” IVANKA TRUMP, CONSELHEIRA DO PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS.

Várias iniciativas foram apresentadas para combater as desigualdades de gênero na futura força de trabalho, incluindo a parceria entre a USAID, OPIC e WAM (World Banking Asset Management), que busca mobilizar US$ 100 milhões para capacitar economicamente e digitalmente as mulheres nos mercados em desenvolvimento.

A USAID anunciou o segundo Desafio WomenConnect (US$ 1,5 milhão), uma iniciativa lançada por Ivanka Trump, com o objetivo de capacitar mulheres e meninas a acessar e usar a tecnologia digital. Nos Países Baixos, a Iniciativa FEM NL foi apresentada pela NextWomen, FMO, ING, Rabobank e ABN Amro, com o objetivo de reduzir o déficit de financiamento para fundadoras de empresas na Holanda.

Agroalimentar

Um dos principais desafios da sociedade é a produzir alimentos suficientes para a crescente população mundial e evitar o desperdício de alimentos.

“OS DESAFIOS SÃO muito GRANDES PARA RESOLVERmos sozinhos. PARA que tenhamos sucesso, OS EMPREENDEDORES NÃO PRECISAM APENAS DE FINANCIAmento, MAS TAMBÉM de FORMAção de PARCERIAS”. JACQUELINE PIETERS, RABOBANK

Um exemplo bem-sucedido é uma nova parceria anunciada no GES: Universidade da Califórnia, Foodbite, Wasteless, Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, United contra Foodwaste, FME (organização holandesa de empregadores no setor de tecnologia) e Rabobank se reuniram com o objetivo de diminuir o desperdício de alimentos em 50% dentro de 10 anos, globalmente.

Uma maneira de fazer isso é aplicar preços dinâmicos nos supermercados para alimentos perecíveis. A empresa Wasteless desenvolveu essa tecnologia em que os resíduos são reduzidos ao mesmo tempo em que os supermercados ganham margens maiores.

A Kroger, sediada nos EUA, e a Kipster, sediada na Holanda, anunciaram o desenvolvimento de granjas avícolas mais amigáveis ​​ao meio ambiente e aos animais do mundo. A inovação holandesa cria empregos nos EUA, aumenta o nível de bem-estar dos animais e fornece ovos neutros em carbono.

A norte-americana AppHarvest e a holandesa Dalsem anunciaram a construção de uma estufa de 25 hectares em Kentucky, como resultado de um contrato de US$ 82 milhões com a Equilibrium Capital. A estrutura estará entre as maiores dos EUA quando abrir em 2020.

Água

O desafio dentro do setor de água é criar um suprimento mundial de água segura. A água é usada intensamente nas indústrias de alimentos e energia. Em 2025, mais de 40 países sofrerão com grave escassez de água.

“NOSSO PLANETA AZUL está com SEDE”, CARL GANTER, CIRCLE OF BLUE

Durante o GES 2019, 362 empresários de 3 setores (Água: 96, Energia: 133, Agroalimentar: 190) estiveram presentes, desenvolvendo uma abordagem integrada. Uma solução apresentada na GES é a Groasis, um recipiente biodegradável para plantio em áreas secas. Devido a uma tecnologia especial, as plantas, árvores, arbustos ou vegetais colocados no recipiente precisarão de 90% menos água.

Conectividade

Conectividade melhora a qualidade de nossa vida e habitabilidade de nossas cidades. Portanto, precisamos de acesso inteligente e tecnologias inteligentes de mobilidade para conectar pessoas, lugares e produtos.

“CIDADES funcionarão COMO CÉREBROS assim QUE Tivermos o 5G.” JAY COLLINS, CITI

No GES, líderes e empresários do setor de conectividade se reuniram para identificar novas soluções para alcançar esse objetivo. Um exemplo é a Viasat, uma empresa que fecha o abismo digital por meio de soluções satelitais inovadoras, fornecendo WiFi para áreas rurais no mundo em desenvolvimento.

Durante o GES, a SAS Holanda lançou seu D [N] A Lab, um poderoso centro de inovação que dá acesso a sua robusta plataforma de dados e análises para scale-ups que estão prestes a expandir seus negócios. Outro exemplo é o PostNL e o BigMile, que introduziram uma colaboração para reduzir seu impacto ambiental.

Saúde

O setor de saúde está em uma transição de ir do atendimento aos doentes para a prevenção e manter as pessoas saudáveis por mais tempo.

“O ideal para mim é não ter mais um computador e um teclado no meu consultório médico”
ADAM LANDMAN, BRIGHAM & WOMEN’S HOSPITAL

O GES reuniu mais de 240 empresários de todo o mundo em quatro sessões distribuídas ao longo de dois dias. O resultado? Mais de dez acordos, entre os quais o anúncio do Fundo Gritti, o primeiro fundo de investimento para saúde mental e bem-estar que já arrecadou mais de US$ 150 milhões, e o anúncio da Coca Cola, que vai compartilhar sua pesquisa sobre saúde mental da geração Z.

Na GES, novas colaborações foram feitas para unir medicina, big data e inteligência artificial para obter uma visão mais detalhada do paciente e melhorar as perspectivas dos pacientes em 30 a 40%.

Energia

Devido a uma população crescente e maior bem-estar, nossa emissão de CO2 e demanda de energia estão crescendo rapidamente.

“UMA GRANDE CHAVE EM TODAS ESTAS MUDANÇAS: COLABORAÇÃO. VOCÊ NÃO PODE FAZER SOZINHO, TEMOS QUE FAZER JUNTOS”. MARJAN VAN LOON, SHELL

No GES, mais de 300 empresários e líderes do setor de energia se reuniram para encontrar soluções. Uma das opções é a energia azul; energia sustentável que é liberada quando a água doce e salgada é misturada. Tem o potencial para gerar 13% da demanda mundial de energia.

Outra solução energética com grande potencial discutida no GES é o hidrogênio. Pode ser usado para armazenar o excedente temporário de energia renovável, reduzindo as emissões de CO2 em 60% nos próximos 30 anos. Soluções como essas não só beneficiarão o meio ambiente, como o armazenamento de energia é um grande negócio com uma potencial oportunidade de investimento de US$ 620 bilhões até 2040.

Acesso ao Capital

O acesso ao capital foi um dos temas centrais do GES 2019, representado por cerca de 300 investidores presentes em todo o mundo: instituições, private equity, gestores de ativos, escritórios familiares e principalmente investidores de risco, todos unidos por seu foco direto ou indireto na inovação e empreendedorismo. Coletivamente, os investidores presentes têm ativos sob gestão de cerca de US$ 13 trilhões e estão investindo bilhões de dólares em startups.

No geral, as sessões mostraram a importância de mudar a forma como olhamos para o financiamento e ampliamos o escopo. Por exemplo, investir em organizações voltadas para propósitos focados em melhorar a felicidade, como o The Gritti Fund está fazendo. E dobrando o cenário de investimento, investindo em mulheres também, reconhecendo o dividendo da diversidade.

Um grande passo foi dado pela USAID e pela OPIC, que buscam mobilizar US$ 100 milhões em investimentos comerciais para capacitar economicamente e digitalmente as mulheres nos mercados em desenvolvimento. Para “financiar o futuro”, os investidores precisam ampliar seu escopo, tornar-se mais inclusivos e equilibrar retornos financeiros com estratégias de impacto.

Indústrias do Futuro

Durante o GES 2019, três sessões do “Industries of the Future” foram organizadas em torno de tecnologias que terão um grande impacto em nossa maneira de trabalhar. Por exemplo, a empresa sul-coreana KT Corporation apresentou vários casos de uso para redes 5G. Devido ao 5G, todos os tipos de dispositivos podem ser conectados através da Internet com velocidade significativa e perda mínima de sinal, criando oportunidades que variam desde VR, cirurgia remota e direção autônoma.

GES 2019

O GES 2019 reuniu cerca de 2.000 líderes mundiais em inovação, empreendedorismo, investimento, ciência e política de mais de 130 países para promover o empreendedorismo e contribuir para os principais desafios globais.

O foco do GES 2019 está nos 1.200 empreendedores exclusivos selecionados que desenvolveram ou estão desenvolvendo produtos e serviços inovadores promissores. Eles atuam nos setores de alimentos, água, saúde, energia e conectividade e combinam fazer negócios com soluções para os desafios sociais globais. No GES, muitas novas conexões foram feitas, ilustradas pelas 15.000 mensagens enviadas pelo aplicativo de criação de correspondência GES.

Fonte: Governo dos Países Baixos