Photo: NFIA

Ranks in top 4 of the European Innovation Scoreboard 2019 (EIS)

The Netherlands continues to be an innovation leader. In the authoritative European Innovation Scoreboard 2019 (EIS), the Netherlands ranks amongst the four strongest innovators, together with Sweden, Finland and Denmark. Luxembourg and the United Kingdom, unlike 2018, no longer rank amongst the innovation leaders.

Innovative power

The EIS assesses 28 countries on indicators such as public-private partnerships, investments in research and development, the impact of innovation by SMEs, digitization, quality of (research) studies and the level of employment within innovative companies and knowledge institutions. The innovation leaders are the countries that score more than 20 percent above the EU average. The Netherlands scores 24 percent above this year.

Dutch innovation climate

State Secretary Mona Keijzer of the Ministry of Economic Affairs and Climate Policy said: “This is a nice appreciation for our innovative entrepreneurs, our knowledge institutions and the amount of public investment. We are a top country for innovation, but there is room for growth.”

Keijzer said business investment in research and development could be even better. “I want to contribute to this by, for example, making extra money available for innovative startups and scale-ups and by ensuring better access to investors. Only in this way can we maintain our strong international competitive position, which creates jobs and income.”

Utrecht and North Brabant

In addition to countries, the EIS also assesses European regions for their innovation power. In this comparison, the provinces of Utrecht and North-Brabant perform strongly. Utrecht is the 9th best region for innovation in Europe, scoring high on higher education and public-private partnerships. North Brabant, ranked 15th, is particularly strong in the number of registered patents. This is due to the locally-situated companies Philips and ASML. North Holland is also one of the 25 most innovative regions in the EU.

Fastest grower

In 2016, the Netherlands achieved the designation of innovation leader for the first time. According to the EIS, significant improvements in the Dutch innovation climate in recent years have mainly been achieved in the area of ​​financing and sufficient availability of risk capital. Together with Estonia, Greece, Latvia, Lithuania, Malta and the United Kingdom, the Netherlands has since 2011 also improved its innovative strength the most in relative terms of all EU countries.

The Netherlands also scores far above average in the EIS for the quality of scientific publications, the number of patent applications, indicators for the labor force such as lifelong learning and preconditions such as excellent networks for fixed and mobile communication.

The full European Innovation Scoreboard 2019 can be read on the website of the European Commission.

Source: NFIA

Holanda continua sendo líder em inovação

País ocupa quarta posição do European Innovation Scoreboard 2019 (EIS)

A Holanda continua sendo líder em inovação. No European Innovation Scoreboard 2019 (EIS), os Países Baixos estão entre os quatro principais inovadores, juntamente com a Suécia, a Finlândia e a Dinamarca. Luxemburgo e o Reino Unido, ao contrário de 2018, deixaram de estar entre os líderes da inovação.

Poder inovador

O EIA avalia 28 países em indicadores como parcerias público-privadas, investimentos em pesquisa e desenvolvimento, o impacto da inovação por parte das PMEs, digitalização, qualidade de estudos (de pesquisa) e o nível de emprego em empresas inovadoras e instituições de conhecimento. Os líderes da inovação são os países que pontuam mais de 20% acima da média da UE. Este ano, a Holanda obteve uma pontuação 24% superior.

Clima de inovação

A Secretária de Estado do Ministério de Assuntos Econômicos e Políticas Climáticas, Mona Keijzer, disse: “Esta é uma boa apreciação para nossos empreendedores inovadores, nossas instituições de conhecimento e a quantidade de investimento público. Somos um país de ponta em inovação, mas há espaço para crescimento.”

Keijzer disse que o investimento em pesquisa e desenvolvimento pode ser ainda melhor. “Quero contribuir para isso, por exemplo, disponibilizando mais dinheiro para startups e scaleups inovadoras e garantindo melhor acesso aos investidores. Só assim podemos manter nossa forte posição competitiva internacional, que gera emprego e renda”.

Utrecht e North-Brabant

Além dos países, o EIA também avalia as regiões europeias pelo seu poder de inovação. Nesta comparação, as províncias de Utrecht e North-Brabant apresentam um desempenho forte. Utrecht é a 9ª melhor região para inovação na Europa, com altos níveis de educação superior e parcerias público-privadas. North-Brabant, classificado em 15º lugar, é particularmente forte no número de patentes registradas. Isso se deve às empresas Philips e ASML, sediadas na região. Noord-Holland é também uma das 25 regiões mais inovadoras da UE.

Crescimento mais veloz

Em 2016, a Holanda alcançou a liderança em inovação pela primeira vez. De acordo com o EIA, melhorias significativas no clima holandês de inovação nos últimos anos foram alcançadas principalmente na área de financiamento e disponibilidade suficiente de capital de risco. Juntamente com a Estónia, a Grécia, a Letônia, a Lituânia, Malta e o Reino Unido, os Países Baixos têm, desde 2011, também melhorado a sua força inovadora em termos relativos de todos os países da UE.

Os Países Baixos também pontuam muito acima da média no EIA para a qualidade das publicações científicas, o número de pedidos de patentes, indicadores para a força de trabalho como a aprendizagem ao longo da vida e pré-condições como excelentes redes de comunicação fixa e móvel.

O European Innovation Scoreboard 2019 pode ser lido na íntegra através do site da Comissão Europeia.

Fonte: NFIA