Global Innovation Index ranks Netherlands amongst top countries

The Global Innovation Index 2019 (GII 2019), collated by Cornell University, INSEAD, and the World Intellectual Property Organization (WIPO), has ranked the Netherlands amongst the global leaders in innovation. The report mentions that even in economic slower times, innovation still thrives. “In developed and developing economies alike, formal innovation—as measured by research and development (R&D) and patents—and less formal modes of innovation are thriving.” According to the GII 2019, Switzerland, Sweden, United States, the Netherlands and the United Kingdom complete the top five of most innovative nations in the world.

Top scores in innovation output and knowledge absorption

The Netherlands scores particularly well on sub-rankings on innovation output (2) and knowledge absorption (2). The country remains in top position for IP payments and scores consistently strong on regulatory quality, online participation, intensity of local competition, collaboration between universities and industries, cluster development and inflows of foreign direct investment. The report specially mentions that it sees great improvements in government expenditures on R&D financed by business, and an increase in women that are employed having advanced degrees.

Online creativity and knowledge diffusion push Dutch innovative outputs

The report mentions specifically that innovation outputs are high, because the Netherlands is strong on Knowledge diffusion (2nd) and Online Creativity (2nd), in particular in indicators such as IP receipts, FDI net outflows, ICTs and business modelcreation, and ICTs and organizational model creation. The GII 2019 also sees improvements in the quality of scientific publications (8th) and in cultural and creative services exports (10th).

Business finding a great place for innovation in the Netherlands

The GII 2019 further supports the Dutch ambition to create a place where business and innovation can thrive together. Fueled by world-class research institutes, supportive R&D tax credits and a number of strategic partnerships between science, industry and government, the Netherlands is a hub for R&D innovation.

Source: NFIA

Holanda é líder global de inovação

Global Innovation Index classifica a Holanda entre os principais países

O Global Innovation Index 2019 (GII 2019), compilado pela Cornell University, INSEAD e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO), classificou a Holanda entre os líderes globais em inovação. O relatório menciona que, mesmo em tempos econômicos mais lentos, a inovação ainda prospera. “Em economias desenvolvidas e em desenvolvimento, a inovação formal – medida por pesquisa e desenvolvimento (P&D) e patentes – e modos menos formais de inovação estão prosperando.” De acordo com o GII 2019, Suíça, Suécia, Estados Unidos, Países Baixos e Reino Unido completam os cinco primeiros países mais inovadores do mundo.

Principais pontuações em produção de inovação e absorção de conhecimento

A Holanda pontua particularmente bem em sub-rankings sobre a produção de inovação (2) e absorção de conhecimento (2). O país permanece na primeira posição em termos de propriedades intelectuais, e possui ótima pontuação em qualidade regulatória, participação online, intensidade da concorrência local, colaboração entre universidades e indústrias, desenvolvimento de clusters e fluxos de investimentos estrangeiros diretos. O relatório menciona especialmente que vê grandes melhorias nos gastos do governo com P&D financiados pelos negócios e um aumento nas mulheres empregadas com graus avançados.

Criatividade on-line e difusão de conhecimento impulsionam as inovações holandesas

O relatório menciona especificamente que os resultados da inovação são altos, porque a Holanda é forte na difusão do conhecimento (2ª) e na criatividade on-line (2ª), em particular em indicadores como recibos de IP, saídas líquidas de IEDs, TICs e criação de modelos de negócios e ICTs e organizações. criação de modelo. O GII 2019 também vê melhorias na qualidade das publicações científicas (8ª) e nas exportações de serviços culturais e criativos (10ª).

Negócios encontrando um ótimo lugar para inovação na Holanda

O GII 2019 apoia ainda mais a ambição holandesa de criar um lugar onde negócios e inovação possam prosperar juntos. Alimentada por institutos de pesquisa de classe mundial, créditos tributários de P&D e várias parcerias estratégicas entre ciência, indústria e governo, a Holanda é um centro de inovação em P&D.

Fonte: NFIA