Photo: Statistics Netherlands

In 2018, nearly 71 percent of Dutch goods exports had a destination within the European Union. Relative to 2010, however, the EU’s share has declined slightly. The Union’s share is smaller in goods imports. The Netherlands occupies a relatively prominent position in the international goods trade of Belgium, the United Kingdom and Germany. Statistics Netherlands (CBS) reports this on the occasion of a newly launched publication on Dutch international trade (with the English version ‘Dutch Trade in Facts and Figures 2019’ becoming available at end of October 2019). This publication gives a comprehensive overview of the main figures in the field of internationalisation of Dutch trade.

EU countries represent by far the largest export markets for the Netherlands, with nearly 71 percent of total Dutch goods exports – worth 496 billion euros – going there. Nearly half of this went to neighbouring countries; almost 23 percent to Germany, followed by Belgium with 10 percent. Among the top ten largest export destinations are two non-EU countries: the United States and China. Almost 11 percent of Dutch goods exports go to Asia and 8 percent to North America. The value of Dutch exports to all continents rose in the period 2010-2018, although growth rates were higher in exports outside the EU. As a result, the share of goods exports within the European Union fell in 2018, whereas the share going to other continents increased.

In Asia, the top ten economies are China (the world’s second largest), Japan (third largest), India (7th largest) and South Korea (12th largest). All these countries with the exception of Japan have seen rapid economic growth over the past decade. Dutch exports to these countries in 2018 were mainly to China (over 10 billion euros or 1.8 percent of Dutch goods exports), followed by South Korea (0.9 percent), Japan (0.7 percent) and India (0.4 percent).

Growing Dutch share in exports from ten largest economies

Dutch goods imports are less focused on the EU, although here as well the Union holds the largest share (53 percent of the total). This share was equally large in 2010. A share of 22.5 percent are imports from Asia. This share as well has remained more or less the same since 2010.

Six out of the ten main exporting countries are members of the EU (Germany, Belgium, United Kingdom, France, Italy, Spain) and four are outside of the EU (China, the US, Russia and Norway).

Source: Statistics Netherlands

A participação da UE nas exportações holandesas apresenta ligeira baixa

Em 2018, quase 71% das exportações de mercadorias holandesas tiveram como destino a União Europeia. Em relação a 2010, no entanto, a participação da UE diminuiu ligeiramente. A Holanda ocupa uma posição relativamente proeminente no comércio internacional de mercadorias da Bélgica, Reino Unido e Alemanha. O Statistics Netherlands (CBS) apresentou essas informações através de um recém-lançado relatório sobre o comércio internacional holandês (com a versão em inglês ‘Dutch Trade in Facts and Figures 2019’ disponível no final de outubro de 2019). Esta publicação fornece uma visão abrangente dos principais resultados no campo da internacionalização do comércio holandês.

Os países da UE representam de longe os maiores mercados de exportação da Holanda, com quase 71% do total de exportações de mercadorias holandesas – no valor de 496 bilhões de euros – para o grupo. Quase metade disso foi para países vizinhos; quase 23% para a Alemanha, seguido pela Bélgica, com 10%. Entre os dez maiores destinos de exportação estão dois países fora da UE: Estados Unidos e China. Quase 11% das exportações holandesas de mercadorias vão para a Ásia e 8% para a América do Norte. O valor das exportações holandesas para todos os continentes aumentou no período 2010-2018, embora as taxas de crescimento tenham sido maiores nas exportações para fora da UE. Como resultado, a participação das exportações de produtos na União Europeia caiu em 2018, enquanto a participação em outros continentes aumentou.

Na Ásia, as dez principais economias são China (a segunda maior do mundo), Japão (terceira), Índia (sétima) e Coréia do Sul (12ª). Todos esses países, com exceção do Japão, tiveram rápido crescimento econômico na última década. As exportações holandesas para esses países em 2018 foram principalmente para a China (mais de 10 bilhões de euros ou 1,8% das exportações de mercadorias holandesas), seguidas pela Coréia do Sul (0,9%), Japão (0,7%) e Índia (0,4%).

Crescente participação holandesa nas exportações das dez maiores economias

As importações de mercadorias holandesas estão menos concentradas na UE, embora o grupo detenha a maior parte (53% do total). Essa parcela foi igualmente grande em 2010. Uma parcela de 22,5% é importada da Ásia. Essa parcela também permaneceu mais ou menos a mesma desde 2010.

Seis dos dez principais países exportadores são membros da UE (Alemanha, Bélgica, Reino Unido, França, Itália, Espanha) e quatro estão fora da UE (China, EUA, Rússia e Noruega).

Fonte: Statistics Netherlands