Photo: Apex-Brasil

From October 30 to November 8, 2020, the city of São Paulo will host the 26th edition of the International Book Biennial. Next year the fair expects to increase the foreign audience of the Professional Day, a business roundtable action that happens for the second time in the event. The Biennial is held by the Brazilian Book Chamber (CBL) and is supported by Brazilian Publishers, a project to internationalize Brazilian editorial content through a partnership between CBL and the Brazilian Export and Investment Promotion Agency (Apex-Brasil).

By 2020, 40 international members are expected to attend the Professional Day. Registration for the fellowship in support of these guests is scheduled to open in March next year. In addition, publishers who want to come on their own can also subscribe.

The action will have two days of business roundtables between players in the Brazilian and global publishing markets, focusing on Latin America. In addition to the business roundtables, the Professional Day will hold workshops to talk about national and international market opportunities and also show some of the Brazilian productions to outsiders.

Last year, the Professional Day was attended by 30 buyers from Turkey, Mexico, Peru, Colombia, Panama, Guatemala, Argentina and the United Arab Emirates and 25 Brazilians. Negotiations resulted in USD 310,000 in closed deals.

“The Professional Day brings to the São Paulo International Book Biennial a business agenda, positioning the event worldwide as a hub for Latin America. In addition to holding matchmaking and workshops, the event enables a cultural and learning exchange,” explains Fernanda Dantas, CBL International Relations Manager and Brazilian Publishers Manager.

The manager also explains that the São Paulo International Book Biennial is the largest literary event in Latin America. “For professionals, this can be a chance to meet clients and form partnerships. Visitors can get to know writers closely and get the latest releases from Brazilian publishers.”

Source: Apex-Brasil

Próxima Bienal em SP promete maior número de editoras internacionais

Entre os dias 30 de outubro a 8 de novembro de 2020, a cidade de São Paulo sedia a 26ª edição da Bienal Internacional do Livro. No ano que vem a feira promete aumentar o público estrangeiro da Jornada Profissional, ação de rodadas de negócios que acontece pela segunda vez no evento. A Bienal é realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e conta com o apoio do Brazilian Publishers, projeto de internacionalização de conteúdo editorial brasileiro realizado por meio de uma parceria entre a CBL e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Para 2020, as expectativas são de que 40 integrantes internacionais participem da Jornada Profissional. As inscrições para o fellowship de apoio a esses convidados estão previstas para abrir em março do ano que vem. Além disso, editoras que quiserem vir por conta própria, também poderão se inscrever.

A ação terá dois dias de rodadas de negócios entre players do mercado editorial brasileiro e global, com foco na América Latina. Além das rodadas de negócios, a Jornada Profissional realizará workshops para falar sobre oportunidades do mercado nacional e internacional e também mostrar um pouco das produções brasileiras para quem é de fora.

No ano passado, a Jornada Profissional contou com a participação de 30 compradores da Turquia, México, Peru, Colômbia, Panamá, Guatemala, Argentina e Emirados Árabes e 25 brasileiros. As negociações resultaram em USD 310 mil em negócios fechados.

“A Jornada Profissional traz para a Bienal Internacional do Livro de São Paulo uma agenda de negócios, posicionando o evento mundialmente como um hub para a América Latina. Além da realização do matchmaking e dos workshops, o evento possibilita  um intercâmbio cultural e de aprendizado”, explica Fernanda Dantas, gerente de relações internacionais da CBL e gerente do Brazilian Publishers.

A gerente explica ainda que a Bienal Internacional do Livro de São Paulo é o maior evento literário da América Latina. “Para os profissionais, esta pode ser uma chance de conhecer clientes e firmar parcerias. Já os visitantes podem conhecer de perto escritores e adquirir os últimos lançamentos das editoras brasileiras”.

Fonte: Apex-Brasil