Photo: Pxhere

The Brazilian National Council for Scientific and Technological Development (CNPq) launched a public call to allocate R$ 50 million to research and innovation projects aimed at tackling covid-19, its consequences and other severe acute respiratory syndromes.

The institution is a partner of Business Mobilization for Innovation (MEI), led by the National Confederation of Industry (CNI), and Inova Talentos, a program that aims to increase the number of qualified professionals in innovation activities in Brazilian companies.

As it is an emergency public health issue, the partial and final results of the research will be sent to the ministries in real time or whenever they are requested. The data should assist in decision-making and serve as a basis for health management. For CNI, investment in innovation is one of the most important actions to strengthen initiatives to combat covid-19.

According to the announcement, the technical team may be formed by researchers, students, technicians and collaborating professionals. The person responsible for the proposal must prove a link with a Technological and Innovation Institution (ICT), the project’s implementing body.

Interested parties will have until April 27 to submit a proposal based on one of the seven topics related to treatment; vaccines; diagnosis; pathogenesis and natural history of the disease; disease burden; health care, in addition to prevention and control.

The initiative to support the development of scientific and technological research will allocate resources to the approved proposals. Of this amount, R$ 30 million will be financed by the National Fund for Scientific and Technological Development (FNDCT), from the Ministry of Science, Technology, Innovations and Communications (MCTIC).

The other R$ 20 million is from the Department of Science and Technology (DECIT), the Department of Science, Technology and Strategic Inputs (SCTIE), from the Ministry of Health.

Source: CNI

CNPq oferece R$ 50 milhões para projetos de pesquisa no combate à covid-19

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou uma chamada pública para destinar R$ 50 milhões a projetos de pesquisa e inovação destinados ao enfrentamento da covid-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves.

A instituição é parceira da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), liderada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), e do Inova Talentos, programa que tem como objetivo ampliar o número de profissionais qualificados em atividades de inovação nas empresas brasileiras.

Por se tratar de uma questão de caráter emergencial de saúde pública, os resultados parciais e finais das pesquisas serão encaminhados aos ministérios em tempo real ou sempre que forem requisitados. Os dados devem auxiliar na tomada de decisões e servir de subsídios para a gestão de saúde. Para a CNI, o investimento em inovação é uma das ações mais importantes para fortalecer iniciativas de combate à covid-19.

De acordo com o edital, a equipe técnica poderá ser formada por pesquisadores, alunos, técnicos e profissionais colaboradores. O responsável pela proposta deverá comprovar vínculo com uma Instituição Tecnológica e de Inovação (ICT), organismo de execução do projeto.

Os interessados terão até o dia 27 de abril para submeter uma proposta elaborada a partir de um dos sete temas relacionados a tratamento; vacinas; diagnóstico; patogênese e história natural da doença; carga de doença; atenção à saúde, além de prevenção e controle.

A iniciativa de apoio ao desenvolvimento de pesquisas científica e tecnológica destinará os recursos às propostas aprovadas. Desse montante, R$ 30 milhões serão financiados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), a partir do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Os outros R$ 20 milhões são do Departamento de Ciência e Tecnologia (DECIT), da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE), do Ministério da Saúde.

Fonte: CNI