Port of Rotterdam. Photo: Greger Ravik/Flickr (CC BY 2.0)

In April 2020, the total volume of goods exports shrank by 11.2 percent year-on-year, as reported by Statistics Netherlands. This is the biggest contraction in exports since July 2009. In April, exports of transport equipment and machinery decreased in particular. Domestic exports contracted more significantly than re-exports. The volume of imports was 8 percent lower year-on-year. This is the biggest contraction since November 2009. In April, imports of transport equipment, machinery and clothing declined in particular.

The CBS Exports Radar indicates that in June circumstances for exports are less favourable than they were in April.

Conditions for exports in June more unfavourable than in April

Every month, CBS also publishes updates on the circumstances for exports in the Exports Radar. Conditions are strongly affected by recent developments on the main export markets for Dutch products and by the competitive position of the Netherlands. Although the Radar indicators show a strong correlation with export activity, improved circumstances are not necessarily translated into increased export growth.

According to the CBS Exports Radar, circumstances for exports in June are more unfavourable than in April. This is mainly because the year-on-year decline in German manufacturing output was substantially larger. Furthermore, Dutch and European manufacturers were more pessimistic about their foreign order position. Producer confidence in Germany and the eurozone was also more unfavourable.

Goods exports account for approximately three-quarters of total exports. As for data on exports of services, these are not published monthly. Data on total exports are published quarterly and annually. Figures published in this news release are provisional and subject to revision.

Source: Statistics Netherlands

Holanda: Exportações caem mais de 11% em abril

Em abril de 2020, o volume total de exportações de produtos holandeses encolheu 11,2% ano a ano, conforme reportado pela Statistics Netherlands. Essa é a maior contração das exportações desde julho de 2009. Em abril, as exportações de equipamentos e máquinas de transporte diminuíram, em particular. As exportações domésticas contraíram mais significativamente do que as reexportações. O volume de importações foi 8% menor em relação ao ano anterior. Essa é a maior contração desde novembro de 2009. Em abril, as importações de equipamentos, máquinas e roupas de transporte caíram, em particular.

O Radar de Exportações da CBS indica que em junho as circunstâncias das exportações são menos favoráveis ​​do que em abril.

Condições para exportação em junho mais desfavoráveis ​​que em abril

Todo mês, a CBS também publica atualizações sobre as circunstâncias das exportações no Radar de Exportações. As condições são fortemente afetadas pelos desenvolvimentos recentes nos principais mercados de exportação de produtos holandeses e pela posição competitiva dos Países Baixos. Embora os indicadores do Radar mostrem uma forte correlação com a atividade de exportação, circunstâncias melhoradas não são necessariamente traduzidas em aumento do crescimento das exportações.

Segundo o Radar de Exportação da CBS, as circunstâncias das exportações em junho são mais desfavoráveis ​​do que em abril. Isso ocorre principalmente porque o declínio anual na produção alemã foi substancialmente maior. Além disso, os fabricantes holandeses e europeus estavam mais pessimistas em relação à posição de pedidos estrangeiros. A confiança do produtor na Alemanha e na zona do euro também foi mais desfavorável.

As exportações de mercadorias representam aproximadamente três quartos do total das exportações. Quanto aos dados sobre exportação de serviços, estes não são publicados mensalmente. Os dados sobre o total de exportações são publicados trimestralmente e anualmente. Os números publicados neste comunicado são provisórios e estão sujeitos a revisão.

Fonte: Statistics Netherlands