Photo: Pexels

In 2018, ICT companies showed stronger growth in gross value added than the Dutch economy as a whole compared to the previous year. Gross value added in the ICT sector grew by 5.2 percent, while the overall economy recorded 2.3 percent growth. The number of ICT companies increased further, as did the number of ICT professionals. This is reported by Statistics Netherlands (CBS) in this year’s edition of the annual publication ‘ICT, knowledge and the economy’ (Dutch only).

The Dutch ICT sector can be broken down into three subsectors: ICT manufacturing, wholesale of ICT equipment and ICT services. In 2018, the ICT manufacturing sector saw the largest year-on-year increase in value added: 9.9 percent (volume). A small number of multinationals determine the picture of the Dutch ICT manufacturing industry.

The value added of ICT services rose by 5.4 percent, while wholesale of ICT equipment recorded 2.4 growth.

Value of ICT imports and exports is declining

In 2018, the Netherlands imported 61.2 billion euros worth of ICT goods and services. This 1 percent less than in 2017, when these imports still amounted to 61.8 billion euros.

In 2018, exports of ICT-related goods and services (including re-exports) stood at 74.6 billion euros, 1.1 percent less than in the previous year (75.4 billion euros).

The above-mentioned amounts of imported and exported ICT goods and services are given at current prices and have not been adjusted for price developments.

Share of re-exports in ICT exports rising

Nearly half of all Dutch ICT exports in 2018 were re-exports (35.3 billion euros or 47.3 percent). These concern ICT goods or services destined for use or consumption abroad. This share is rising. In 2017, the Netherlands realised a value of almost 34.1 billion euros in ICT re-exports, equivalent to 45.2 percent of total ICT exports.

However, the share of ICT goods and services in total Dutch re-exports has declined in recent years. In 2015, these accounted for 16.2 percent. This share dropped to 14.4 percent in 2018.

Number of ICT companies continues to rise

In Q4 2019, the Dutch ICT sector comprised over 81 thousand companies. This is 53 percent more than in 2009. The total number of companies in the Netherlands grew slightly less rapidly in this period: by 51 percent. Most companies in the ICT sector operate as ICT service providers. At the end of 2019, their number stood at nearly 75 thousand. In addition, there were 5,400 ICT wholesale companies and 945 ICT manufacturing companies.

The increase in the number of ICT companies is almost exclusively on account of the continuous expansion of the ICT sector. Collectively, ICT companies accounted for 4.4 percent of the entire Dutch enterprise population. This share has been fairly stable since 2009.

Number of ICT professionals increasing again

Not only the number of companies but also the number of professionals in the ICT sector is rising. Last year, 452 thousand ICT professionals were employed in various sectors of the Dutch economy, nearly 9 percent more than in the previous year. Almost 6 in 10 of them were engaged in software and application development and analysis. A total of 5 percent of the active labour force were working in ICT in 2019.

Nearly three-quarters of ICT professionals were in permanent employment. This represents a year-on-year increase of more than 10 percent. The number of self-employed ICT professionals rose from 61 thousand in 2018 to 66 thousand last year. The number of ICT professionals with a flexible employment relationship went up by 1,000 to 52 thousand.

Source: Statistics Netherlands

Holanda: Setor de TIC crescendo mais rápido que a economia

Em 2018, as empresas de TIC (Tecnologias da informação e comunicação) mostraram um crescimento mais forte em valor agregado bruto do que a economia holandesa como um todo em comparação com o ano anterior. O valor agregado bruto no setor de TIC cresceu 5,2%, enquanto a economia geral registrou um crescimento de 2,3%. O número de empresas de TIC aumentou ainda mais, assim como o número de profissionais do setor. Isso é relatado pela Statistics Netherlands (CBS) na edição deste ano da publicação anual ‘TIC, conhecimento e economia’ (somente em holandês).

O setor holandês de TIC pode ser dividido em três subsetores: fabricação de TIC, atacado de equipamentos de TIC e serviços de TIC. Em 2018, o setor de manufatura de TIC viu o maior aumento ano a ano em valor agregado: 9,9 por cento (volume). Um pequeno número de multinacionais determina o panorama da indústria holandesa de manufatura de TIC.

O valor acrescentado dos serviços de TIC aumentou 5,4 por cento, enquanto a venda grossista de equipamento de TIC registou um crescimento de 2,4.

O valor das importações e exportações de TIC está diminuindo

Em 2018, a Holanda importou 61,2 bilhões de euros em bens e serviços de TIC. Esse resultado é 1 por cento menor que em 2017, quando essas importações somavam 61,8 bilhões de euros.

Em 2018, as exportações de bens e serviços relacionados com as TIC (incluindo reexportações) ascenderam a 74,6 bilhões de euros, menos 1,1 por cento do que no ano anterior (75,4 bilhões de euros).

As quantidades acima mencionadas de bens e serviços de TIC importados e exportados são apresentadas a preços correntes e não foram ajustadas pela evolução dos preços.

Aumento da participação das reexportações nas exportações de TIC

Quase metade de todas as exportações holandesas de TIC em 2018 foram reexportações (35,3 bilhões de euros ou 47,3 por cento). Dizem respeito a bens ou serviços de TIC destinados a uso ou consumo no exterior. Essa participação está aumentando. Em 2017, os Países Baixos realizaram um valor de quase 34,1 bilhões de euros em reexportações de TIC, equivalente a 45,2 por cento do total de exportações de TIC.

No entanto, a participação dos bens e serviços de TIC no total das reexportações holandesas diminuiu nos últimos anos. Em 2015, representou 16,2 por cento. Essa participação caiu para 14,4% em 2018.

Número de empresas de TIC continua a aumentar

No quarto trimestre de 2019, o setor de TIC holandês compreendia mais de 81 mil empresas. Esse resultado é 53% maior que em 2009. O número total de empresas na Holanda cresceu um pouco menos rapidamente neste período: 51%. A maioria das empresas do setor de TIC opera como prestadora de serviços. Ao final de 2019, seu número era de quase 75 mil. Além disso, havia 5.400 empresas atacadistas de TIC e 945 empresas de manufatura de TIC.

O aumento do número de empresas de TIC deve-se quase exclusivamente à expansão contínua do setor de TIC. Coletivamente, as empresas de TIC representavam 4,4% de toda a população empresarial holandesa. Essa participação está bastante estável desde 2009.

Número de profissionais de TIC aumentando novamente

Não só o número de empresas, mas também o número de profissionais do setor de TIC está aumentando. No ano passado, 452 mil profissionais de TIC foram empregados em vários setores da economia holandesa, quase 9 por cento a mais do que no ano anterior. Quase 6 em cada 10 deles estavam envolvidos no desenvolvimento e análise de software e aplicativos. Um total de 5 por cento da força de trabalho ativa trabalhava em TIC em 2019.

Quase três quartos dos profissionais de TIC tinham empregos permanentes. Isso representa um aumento ano a ano de mais de 10 por cento. O número de profissionais autônomos de TIC passou de 61 mil em 2018 para 66 mil no ano passado. O número de profissionais de TIC com uma relação de trabalho flexível subiu de 1.000 para 52 mil.

Fonte: Statistics Netherlands