Photo: Pixy

In June 2021, the economic situation according to the CBS Business Cycle Tracer has become positive again. Statistics Netherlands (CBS) reports that as of mid-June 7 out of the 13 indicators in the Business Cycle Tracer are performing above their long-term trend.

The CBS Business Cycle Tracer is a tool to monitor the state and the cycle of the Dutch economy with 13 key macro-economic indicators. It provides a coherent macro-economic picture based on all the figures published by CBS over the past month or quarter and does not necessarily represent the situation at the level of individual households, businesses or regions.

Consumer and producer confidence improving

In June, confidence among Dutch consumers has increased again. The mood among Dutch manufacturers improved in May. Both consumer and producer confidence are positioned above their long-term average.

Higher exports, investments and household consumption

In April 2021, the total volume of goods exports was up by 25.7 percent year-on-year. This is the highest growth since the start of this statistic in 1995. The increase was mainly seen in exports of transport equipment and machinery. Compared to April 2019, exports were 9.7 percent higher.

Consumers spent 9.4 percent more in April 2021 than in the same month last year. This the largest year-on-year growth CBS has recorded after World War II. In March, household consumption was still 0.4 percent down on one year previously. The shift from decline to growth was partly the result of the extremely low household consumption level in April 2020 due to the first lockdown.

In addition, bars and restaurants were allowed to open their terraces on 28 April 2021, and from that day it was also possible to shop without making an appointment in advance. Furthermore, consumption of natural gas was considerably higher than in April 2020 due to much lower temperatures. In April 2021, household consumption was still 9.2 percent lower than in April 2019.

The volume of investments in tangible fixed assets rose by 9.9 percent year-on-year in April 2021. The increase was slightly larger than in the previous month. There were mainly more investments in dwellings and buildings, passenger cars and machinery. Compared to April 2019, investments were 2.2 percent lower.

Manufacturing output almost 13 percent up in April

In April 2021, the average daily output generated by the Dutch manufacturing industry was 12.7 percent up on April 2020. In the previous month, output was up by 3.3 percent. Output has been back to pre-coronavirus levels for a few months now. Compared to April 2019, growth amounted to 1 percent.

More bankruptcies in April

The number of corporate bankruptcies, adjusted for court session days, has increased. There were 5 more bankruptcies in May than in the previous month. Nevertheless, the number of pronounced bankruptcies remained at a low level.

Greatest house price increase since May 2001

In May 2021, owner-occupied dwellings (excluding new constructions) were on average 12.9 percent more expensive than in the same month last year, representing the largest increase since May 2001. The price rise moderated in 2019 but picked up again in 2020.

Slightly more hours worked

In Q1 2021, the number of hours worked adjusted for seasonal effects was 1.5 percent higher than in Q4 2020. Total hours worked by employees and self-employed people over Q1 2021 amounted to 3.4 billion.

In May 2021, 309 thousand people were unemployed. This is 3.3 percent of the labour force. From March through May, unemployment declined by an average of 10 thousand per month. Between March and August 2020, the unemployment rate rose from 2.9 to 4.6 percent. After that, it declined almost continuously.

The number of vacancies in Q1 2021 stood at almost 245 thousand. This is 26 thousand more than in the previous quarter.

In Q1 2021, turnover at temporary employment agencies rose by 1.1 percent relative to the previous quarter. Year-on-year, this turnover contracted by 2.3 percent.

Source: Statistics Netherlands

Holanda: Perspectiva econômica positiva

Em junho de 2021, a situação econômica de acordo com o CBS Business Cycle Tracer tornou-se positiva novamente. A Statistics Netherlands (CBS) relata que em meados de junho 7 dos 13 indicadores do Business Cycle Tracer estavam apresentando desempenho acima de sua tendência de longo prazo.

O CBS Business Cycle Tracer é uma ferramenta para monitorar o estado e o ciclo da economia holandesa com 13 indicadores macroeconômicos importantes. Fornece uma macro-imagem coerente com base em todos os números publicados pela CBS ao longo do mês ou trimestre e não representa necessariamente a situação ao nível de agregados familiares, empresas ou regiões individuais.

Confiança do consumidor e do produtor melhorando

Em junho, a confiança dos consumidores holandeses aumentou novamente. O ânimo entre os fabricantes holandeses melhorou em maio. Tanto a confiança do consumidor quanto do produtor estão posicionadas acima de sua média de longo prazo.

Maiores exportações, investimentos e consumo das famílias

Em abril de 2021, o volume total das exportações de bens aumentou 25,7% com relação ao ano anterior. Este é o maior crescimento desde o início desta estatística em 1995. O aumento foi observado principalmente nas exportações de equipamentos e máquinas de transporte. Em comparação com abril de 2019, as exportações foram 9,7% maiores.

Os consumidores gastaram 9,4% a mais em abril de 2021 do que no mesmo mês do ano passado. Este é o maior crescimento anual da CBS registrado após a Segunda Guerra Mundial. Em março, o consumo das famílias ainda estava 0,4% abaixo do ano anterior. A mudança de declínio para crescimento foi em parte resultado do nível extremamente baixo de consumo das famílias em abril de 2020 devido ao primeiro bloqueio.

Além disso, os bares e restaurantes foram autorizados a abrir as suas esplanadas a 28 de abril de 2021, sendo a partir desse dia também possível fazer compras sem marcação prévia. Além disso, o consumo de gás natural foi consideravelmente maior do que em abril de 2020 devido às temperaturas muito mais baixas. Em abril de 2021, o consumo das famílias ainda era 9,2 por cento menor do que em abril de 2019.

O volume de investimentos em ativos fixos tangíveis aumentou 9,9 por cento em termos homólogos em abril de 2021. O aumento foi ligeiramente superior ao do mês anterior. Houve principalmente mais investimentos em moradias e edifícios, automóveis de passageiros e máquinas. Em comparação com abril de 2019, os investimentos foram 2,2 por cento menores.

Produção industrial quase 13 por cento maior em abril

Em abril de 2021, a produção média diária gerada pela indústria manufatureira holandesa foi 12,7 por cento acima de abril de 2020. No mês anterior, a produção cresceu 3,3 por cento. A produção voltou aos níveis pré-coronavírus há alguns meses. Em comparação com abril de 2019, o crescimento foi de 1 por cento.

Mais falências em abril

O número de falências de empresas, ajustado para dias de sessões judiciais, aumentou. Houve 5 falências a mais em maio do que no mês anterior. No entanto, o número de falências pronunciadas manteve-se em nível baixo.

Maior aumento no preço de moradias desde maio de 2001

Em maio de 2021, as moradias ocupadas pelos proprietários (excluindo novas construções) eram em média 12,9 por cento mais caras do que no mesmo mês do ano passado, representando o maior aumento desde maio de 2001. O aumento de preços moderou em 2019, mas voltou a subir em 2020.

Ligeiro aumento no número de horas trabalhadas

No primeiro trimestre de 2021, o número de horas trabalhadas ajustadas para efeitos sazonais foi 1,5 por cento maior do que no quarto trimestre de 2020. O total de horas trabalhadas por funcionários e autônomos durante o primeiro trimestre de 2021 foi de 3,4 bilhões.

Em maio de 2021, 309 mil pessoas estavam desempregadas. Isso representa 3,3% da força de trabalho. De março a maio, o desemprego diminuiu em média 10 mil por mês. Entre março e agosto de 2020, a taxa de desemprego subiu de 2,9 para 4,6 por cento. Depois disso, diminuiu quase continuamente.

O número de vagas no 1º trimestre de 2021 foi de quase 245 mil. São 26 mil a mais que no trimestre anterior.

No primeiro trimestre de 2021, a rotatividade nas agências de emprego temporário aumentou 1,1 por cento em relação ao trimestre anterior. Em termos homólogos, este volume de negócios diminuiu 2,3 ​​por cento.

Fonte: Statistics Netherlands