Photo: Pxhere

In September 2021, the average daily output generated by the Dutch manufacturing industry was up by 10.9 percent from September 2020, according to Statistics Netherlands (CBS). Output was up by 9.4 percent in the previous month. Compared to September 2019, growth was over 4 percent.

Output growth in almost three-quarters of the industries

In September, almost three-quarters of all industries saw their output increase on an annual basis. With over 61 percent, the machinery industry achieved by far the highest growth. In the transport equipment industry, however, production contracted again. Due to the persistent chip shortage, a number of factories were forced to halt production temporarily in September as well.

Manufacturing output at high level

A more accurate picture of short-term output developments is obtained when figures are adjusted for seasonal effects and the working-day pattern. After adjustments, an increase of 1.0 percent is seen in manufacturing output between August and September 2021.

Adjusted for seasonal and working-day effects, manufacturing output is seen to fluctuate significantly. In the spring of 2020, output declined rapidly and a low point was reached in May 2020. After that, output picked up again. In September 2021, it remained at a high level.

Producer confidence back at record high

In October 2021, the mood among Dutch manufacturers equalled the record high in July 2021. At the beginning of Q4 2021, the industrial capacity utilisation rate deteriorated from 84.1 to 83.8 percent.

Germany is an important foreign market for the Dutch manufacturing industry. In October, German producer confidence according to the Business Climate Index of the IFO Institute fell due to both lower expectations and a lower assessment of the current situation. Supply bottlenecks drove capacity utilisation down 2.1 percentage points to 84.7 percent.

In September, the average daily output generated by the German manufacturing industry fell by 1.4 percent year-on-year, as reported by Destatis. Relative to September 2019, it was lower by 9.9 percent.

Source: Statistics Netherlands

Holanda: Produção industrial quase 11 por cento maior em setembro

Em setembro de 2021, a produção média diária gerada pela indústria manufatureira holandesa aumentou 10,9% em relação a setembro de 2020, de acordo com a Statistics Netherlands (CBS). A produção aumentou 9,4% no mês anterior. Em comparação com setembro de 2019, o crescimento foi superior a 4%.

Crescimento da produção em quase três quartos das indústrias

Em setembro, quase três quartos de todas as indústrias viram sua produção aumentar em uma base anual. Com mais de 61 por cento, a indústria de máquinas alcançou de longe o maior crescimento. Na indústria de equipamentos de transporte, porém, a produção voltou a se contrair. Devido à persistente escassez de chips, várias fábricas também foram forçadas a interromper a produção temporariamente em setembro.

Produção industrial em alto nível

Uma imagem mais precisa da evolução do produto de curto prazo é obtida quando os valores são ajustados para efeitos sazonais e o padrão dos dias úteis. Após os ajustes, um aumento de 1,0 por cento é visto na produção industrial entre agosto e setembro de 2021.

Ajustado para efeitos sazonais e de dias úteis, a produção industrial parece flutuar significativamente. Na primavera de 2020, a produção diminuiu rapidamente e um ponto baixo foi atingido em maio de 2020. Depois disso, a produção aumentou novamente. Em setembro de 2021, manteve-se em nível elevado.

Confiança do produtor volta ao nível recorde

Em outubro de 2021, o clima entre os fabricantes holandeses igualou o recorde de julho de 2021. No início do quarto trimestre de 2021, a taxa de utilização da capacidade industrial se deteriorou de 84,1 para 83,8 por cento.

A Alemanha é um importante mercado estrangeiro para a indústria manufatureira holandesa. Em outubro, a confiança do produtor alemão, de acordo com o Índice de Clima de Negócios do Instituto IFO, caiu devido a expectativas mais baixas e a uma avaliação mais baixa da situação atual. Os gargalos de fornecimento reduziram a utilização da capacidade 2,1 pontos percentuais, para 84,7%.

Em setembro, a produção média diária gerada pela indústria manufatureira alemã caiu 1,4 por cento com relação ao ano anterior, conforme relatado pela Destatis. Em relação a setembro de 2019, foi menor em 9,9 por cento.

Fonte: Statistics Netherlands